Artigos

jul
11

O dia em que Albert Einstein quis tocar com Django Reinhardt

Uma carta de 1946 cheia de sensibilidade, o famoso físico Albert Einstein revela sua paixão pelo jazz, pela música de Django Reinhardt… e o seu desejo de “trocar algumas notas” de jazz com o renomado músico. 15 de setembro de 1946 Caro Reinhardt, No último mês de julho, fui convidado a participar em Nova York […]

Por Elvio Filho | Artigos . Teoria e Prática
DETALHE
jun
20

Creed Taylor e a explosão da Bossa Nova no mercado americano – parte 2

Sem perder tempo, em março de 1963, nos estúdios da A&R, em Nova York, encontravam-se a postos Stan Getz no sax tenor, João Gilberto no vocal e com o violão em punho, Astrud Gilberto no vocal, Tom Jobim ao piano, Tommy Williams no baixo e Milton Banana na bateria, todos para gravar

Por Thiago Goulart | Artigos . Gêneros musicais
DETALHE
jun
13

Creed Taylor e a explosão da Bossa Nova no mercado americano – parte 1

É bem possível que nas minuciosas fichas técnicas dos principais discos de jazz, você tenha se deparado com o nome Creed Taylor ou algo como “Produced by Creed Taylor”.

Por Thiago Goulart | Artigos
DETALHE
jun
08

Escalas blues para a improvisação em “Blue Bossa”

Além do contexto do blues propriamente dito, escalas e sonoridades blues podem ser utilizadas para improvisar sobre músicas tonais. Neste post, vamos ver algumas possibilidades de aplicação disso sobre a música “Blue Bossa”, um standard bem conhecido de Kenny Dorham.

Por Turi Collura | Artigos
DETALHE
jun
06

Chico Buarque: O pretérito Onírico em “Agora eu era o herói”

Em alusão às brincadeiras infantis, a música ‘João e Maria’ de Chico Buarque traz no primeiro verso: “Agora eu era o herói” dentre outros uma certa estranheza temporal das palavras ‘Agora’ e ‘era’. Na verdade, há uma lógica cognitiva infantil compatível ao mundo da imaginação que extrapola as normas gramaticais. Ou seja, enquanto a gramática […]

Por Thiago Goulart | Artigos
DETALHE
maio
22

A harmonia de Tom Jobim na música “Luiza”: considerações na análise harmônica

Olá a todos! Neste artigo, quero analisar uma das músicas mais bonitas de Tom Jobim (como escolher, entre tantas maravilhas?): Luiza, publicada, pela primeira vez, no disco Passarim, em 1987 e que rendeu ao compositor um disco de ouro.

Por Turi Collura | Artigos
DETALHE
maio
04

Das Letras ao Piano: Mário de Andrade, a música e a influência nas produções do nacionalismo musical brasileiro – parte 2

(para ler a primeira parte deste artigo clique aqui) Mário de Andrade e uma exceção: Heitor Villa-Lobos Em comparação a outros compositores modernistas, Heitor Villa Lobos representou um caso à parte. De formação erudita e gênio forte, recusava qualquer influência, declarando-se um músico independente. Embora buscasse o exotismo de temas populares, algo que pudesse encantar […]

Por Andressa Nathanailidis | Artigos . Teoria e Prática
DETALHE
-->