Dica de batera #6: Vassourinhas

Tocar de Vassouras, é um grande desafio para muitos bateristas, principalmente em sua fase inicial de estudo. Por diversas vezes, tentamos aplicar o mesmo conceito ou técnica que utilizamos com as baquetas de modelo convencional para as vassourinhas e o estudo fica limitado.

Podemos afirmar que tocar de vassourinhas, requer um estudo específico e detalhado. É importante começar reconhecendo cada um dos sons que a vassourinha pode lhe oferecer, e usar esses diferentes timbres para suas levadas, solos e diferentes trabalhos.

Nessa dica, temos como objetivo principal uma iniciação a técnica de vassourinha, entendendo a pinça e como funciona a relação de arrasto e acentos, podemos criar diferentes levadas e ritmos que temos em nosso vocabulário com baquetas convencionais.

A primeira prática que deve acontecer é relembrar o exercício que disponibilizei na aula de acentuação, porém, vamos utilizar esse mesmo exercício lendo a caixa com as vassourinhas. Pratique em andamento lento, observe se os acentos estão partindo do movimento com seus dedos.

dicas de bateria

Nessa edição, escolhi o samba como ritmo de base, para mostrar alguns exemplos de levadas básicas que podemos usar nas vassourinhas. Observe uma idéia básica de levada com vassouras.

Vassourinhas - dicas de bateria

Assim que tiver uma segurança maior sobre como o som dos acentos acontece, comece a praticar com duas semicolcheias acentuadas para cada tempo, três semicolcheias acentuadas para cada tempo. Misture as diferentes combinações que é possível criar a partir dos exercícios de acentuação e crie diferentes solos e levadas para ritmos diferenciados.

Abaixo, segue o pequeno trecho de levada que demostrei no vídeo/aula em formato de solo. Observe como utilizei diferentes acentos para ajudar a criar um contexto rítmico que faça parte do vocabulário do samba.

Vassourinhas - dicas de bateria

Diferentes formas de praticar bateria

  1. Busque estudar em andamentos lentos, de modo que, certifique-se da movimentação dos dedos estarem gerando os acentos com a pressão necessária;
  2. Pratique sobre diferentes combinações de acentos, criando levadas ou um padrão que se repete. Assim, pode conferir se todos os acentos estão acontecendo com a mesma intensidade;
  3. Pratique os acentos sobre ostinatos de diferentes ritmos nos pés;
  4. Ouça diversos discos de Jazz, Samba, Pop, e outros estilos musicais que tenham bateristas utilizando vassourinhas para tocar. Perceba como cada um tem suas peculiaridades para tocar as vassouras.

Aproveite o material e bons estudos!

Mestrando em Performance Musical pelo Programa de Pós Graduação em música da UFRJ. Pós-graduado em "Artes na Educação" pelo CESAP, Licenciado em Música pela UFES e formado pelo Curso de Formação Musical com ênfase em música Popular pela FAMES (2013). Atua como baterista e Percussionista profissional e como professor.

Deixe uma resposta