Dica de batera #8: Coordenação motora

O controle da mixagem na bateria, tema de nossa ultima edição, tem ligação com o tema dessa publicação, o estudo da coordenação motora. Nessa série de estudos em especial escolhi um ostinato de samba para mostrar como podemos estudar a coordenação motora e desenvolver a independência de membros na bateria, através de um estudo de diversas possibilidades de subdivisões.

Basicamente, o que estou propondo nesse exercício é, deslocar todos os padrões da subdvisão do ritmo em questão, ou seja, usar a subdvisão do samba (semicolcheias) para criar diversas possibilidades na caixa, enquanto estamos mantendo um ostinato, que serve de base, em outras peças da bateria.

Esse estudo tem o objetivo de utilizar diferentes elemetos possíveis, que podem ser encontrados no ritmo que deseja tocar, facilitando o seu trabalho antes de iniciar o estudo de cada levada ou clave.

Primeiramente, vamos praticar todas as possibilidades de deslocamento sobre o ostinato, tocando uma semicolcheia por cada tempo. Observe o estudo abaixo:

coordenação motora - estudos de bateria

Podemos observar, que a mesma figura da caixa vai se deslocando, gerando assim, possibilidades diferentes sobre o mesmo ostinato. A partir de agora, vamos continuar praticando as diferentes possibilidades com duas semicolcheias para cada tempo.

Coordenação motora - dicas de bateria

Seguindo a mesma lógica de raciocínio temos as possibilidades de 3 notas para cada tempo. É importante observar e ter bastante cuidado com a prática das tercinas sobre o ostinato, esse estudo começa a trabalhar a intenção de poliritmo, forçando ao intérprete a tocar duas subdivisões ao mesmo tempo (tercina e semicolcheia).

Pratique de forma isolada a tercina sobre cada voz do ostinato, ou seja, somente o bumbo e a mão esquerda, depois somente mão direita e mão esquerda e por fim faça como está escrito na partitura abaixo.

coordenação motora - dicas de bateria

Assim como a tercina sobre o grupo de semicolcheias é um estudo que ajuda a coordenação motora se desenvolver um pouco mais, vamos aplicar outro padrão que esta localizado na mesma subdivisão, porém pertence a outro compasso, ou seja, não se resolve a célula rítmica em compassos de número par. Trata-se de uma clave em 5 que vamos aplicar sobre o ostinato do samba em 2/4, esse estudo gera um deslocamento da caixa possibilitando o desenvolvimento do estudo de vozes independentes, observe:

Curso online de bateria

É essencial que pratique os estudos como vozes independentes, assim como a prática no vídeo/aula sugere a todos. Não deixe de gravar o registro em aúdio ou vídeo para conferir se esta aplicando as vozes de cada estudo de maneira correta.

Diferentes formas de praticar

  1. Pratique o ostinato até que se sinta confortável para adicionar a mão esquerda;
  2. Crie diferentes combinações de sequências com essas possibilidades, ou seja, brinque com a ordem dos estudos após ter realizado o estudo como esta proposto acima;
  3. Inverta as mãos de modo que a mão esquerda faça o ostinato no prato e a mão direita toque todas as possibilidades do estudo;
  4. Pratique sempre com o metrônomo;
  5. Aplique o estudo de subdivisões sobre outros ostinatos, de baião, frevo, maracatu, entre outros.

Aproveite o material e bons estudos!

Mestrando em Performance Musical pelo Programa de Pós Graduação em música da UFRJ. Pós-graduado em "Artes na Educação" pelo CESAP, Licenciado em Música pela UFES e formado pelo Curso de Formação Musical com ênfase em música Popular pela FAMES (2013). Atua como baterista e Percussionista profissional e como professor.

Deixe uma resposta