Renato Russo: da religião à poesia

Renato Russo: da religião à poesia

Se estivesse vivo, Renato Russo estaria completando hoje 56 anos. À frente de uma das principais bandas do rock brasileiro, Legião Urbana, Renato foi a voz de uma geração, escrevendo letras de protesto e que dialogavam com os anseios de jovens. Por isso, comemorando a data de nascimento do compositor, Fabricio Hoffmann escreveu este artigo no qual analisa uma fonte de inspiração das letras deste ícone da cultura popular brasileira.

Eu era apenas um garoto de 14 anos quando, no dia 11 de outubro de 1996, uma notícia no jornal me chamou a atenção: morre Renato Russo. No momento da notícia não dei tanta importância, mas, ao perceber a comoção que ela gerou, percebi que havia acontecido algo mais importante que uma simples morte de um cantor e compositor.

Eu ainda estava ensaiando meus primeiros acordes no violão e na guitarra e saí em busca de qualquer material que me mostrasse quem era Renato Russo e a Legião Urbana. Revistas de cifras, fitas K7 compradas em bancas ou gravadas por amigos, tudo que podia eu adquiria. Logo, essa banda veio a ser a minha primeira grande influência na música.

Morte de Renato Russo - notícia

Sempre gostei das letras, me identificava muito com elas, principalmente as de protesto, como Que País é Esse ou Geração Coca-Cola. Mas, com o passar do tempo, fui percebendo a profundidade de algumas músicas que queriam dizer mais do que aparentemente diziam. Dentre essas mensagens, há um certo tempo me chamou a atenção a quantidade de referências bíblicas em suas músicas. Algumas explícitas, outras, porém, codificadas.

Fui religioso protestante até os 25 anos de idade, e conheço bem a Bíblia cristã, por isso as mensagens vieram de forma bastante familiar para mim. Entretanto, vale ressaltar que não está em discussão neste texto a qualidade ou a validade das mensagens, mas sim a sua presença na obra da Legião Urbana. Ao todo, listei 20 canções em que está presente a temática cristã, entre citações claras e ocultas.

Uma das primeiras músicas que ouvi, e que traz uma referência bíblica logo no título, é Daniel na Cova dos Leões (ouça ao lado). O livro de Daniel narra, em seu capítulo 6, o episódio em que este teria sido vítima de um complô e atirado em uma cova de leões. Porém, ele teria sido salvo por Deus e saído de lá ileso. A letra não é completamente clara em relação a essa passagem, mas em sua primeira estrofe dá margem para várias interpretações:

“Aquele gosto amargo do teu corpo

Ficou na minha boca por mais tempo.

De amargo, então salgado ficou doce,

Assim que o teu cheiro forte e lento

Fez casa nos meus braços e ainda leve,

Forte, cego e tenso, fez saber

Que ainda era muito e muito pouco.”

Algumas análises dizem se tratar do homossexualismo de Renato Russo. Outras, porém, fazem menção ao arrependimento do Rei Dario em ter sentenciado Daniel à morte e sua alegria ao vê-lo vivo na manhã seguinte.

Algumas músicas trazem trechos da Bíblia de forma explícita, como é o caso de Monte Castelo (ouça abaixo). Renato faz uma junção de II Coríntios 13 com o famoso soneto de Luís de Camões, presente em Os Lusíadas, e compõe uma música que fala do amor. Alguns meses antes do lançamento do álbum As Quatro Estações, no qual essa música está presente, Renato diz, em uma entrevista ao programa Jô Soares Onze e Meia, que já não faria mais músicas de protesto, como no primeiro álbum, mas que, a partir daquele momento, seria “espírito, Deus e amor”.

“Ainda que eu falasse

A língua dos homens

E falasse a língua dos anjos

Sem amor eu nada seria

 

É só o amor! É só o amor

Que conhece o que é verdade

O amor é bom, não quer o mal

Não sente inveja ou se envaidece.”

Além dessas duas músicas já citadas, algumas outras trazem referências bíblicas explícitas, como, por exemplo, Se Fiquei Esperando Meu Amor Passar, que transcreve parte do versículo 29 do primeiro capítulo do livro de João: “Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo”. Questões sobre Deus também estão presentes Índios: “Quem me dera ao menos uma vez explicar como um só Deus ao mesmo tempo é três”, e A Canção do Senhor da Guerra: “Lembre-se sempre que Deus está do lado de quem vai vencer”.

Mas existem citações indiretas que mostram um conhecimento considerável da Bíblia por parte de Renato Russo que, à primeira vista, não são identificadas.

Em Meninos e Meninas, presente no álbum As Quatro Estações, música que se acredita ser sobre a bissexualidade de Renato, existem duas partes curiosas. No trecho que fala: “Estou cansado de bater e ninguém ouvir. Você me deixou sentindo tanto frio”, há um paralelo com Apocalipse 3:20, no qual João transmite à igreja em Laodiceia a mensagem do Espírito Santo: “Eis que estou à porta e bato, se alguém ouvir a minha voz e abrir a porta, entrarei em sua casa, e com ele cearei, e ele comigo”.

Mais à frente, outro trecho sempre me intrigou: “Te fiz comida, velei teu sono, fui teu amigo, te levei comigo e me diz: pra mim o que é que ficou?”. Depois de uma breve reflexão, me lembrei do texto do livro de Mateus, capítulo 25, versículos de 34 a 40:

34 Então o Rei dirá aos que estiverem à sua direita: ‘Venham vocês, que são abençoados por meu Pai. Recebam como herança o Reino que meu Pai lhes preparou desde a criação do mundo. 35 Pois eu estava com fome, e vocês me deram de comer; eu estava com sede, e me deram de beber; eu era estrangeiro, e me receberam em sua casa; 36 eu estava sem roupa, e me vestiram; eu estava doente, e cuidaram de mim; eu estava na prisão, e vocês foram me visitar’. 37 Então os justos lhe perguntarão: ‘Senhor, quando foi que te vimos com fome e te demos de comer, com sede e te demos de beber? 38 Quando foi que te vimos como estrangeiro e te recebemos em casa, e sem roupa e te vestimos? 39 Quando foi que te vimos doente ou preso, e fomos te visitar?’ 40 Então o Rei lhes responderá: ‘Eu garanto a vocês: todas as vezes que vocês fizeram isso a um dos menores de meus irmãos, foi a mim que o fizeram.

Teria essa música um tom de revolta, contrapondo a orientação sexual de Renato Russo com a ideologia cristã, que condena tal fato?

Em Quase sem Querer, do álbum Dois, também existem algumas menções a textos bíblicos. Reparem no trecho a seguir:

“Me fiz em mil pedaços

Pra você juntar

E queria sempre achar

Explicação pro que eu sentia

 

Como um anjo caído

Fiz questão de esquecer

Que mentir pra si mesmo

É sempre a pior mentira”

No livro de Jeremias, capítulo 18, os versículos de 3 a 6 dizem:

3 E desci à casa do oleiro, e eis que ele estava fazendo a sua obra sobre as rodas, 4 Como o vaso, que ele fazia de barro, quebrou-se na mão do oleiro, tornou a fazer dele outro vaso, conforme o que pareceu bem aos olhos do oleiro fazer. 5 Então veio a mim a palavra do Senhor, dizendo: 6 Não poderei eu fazer de vós como fez este oleiro, ó casa de Israel? diz o Senhor. Eis que, como o barro na mão do oleiro, assim sois vós na minha mão, ó casa de Israel.

Além da menção ao vaso e ao oleiro na primeira parte desse trecho dessa letra, há também a alusão a Lúcifer, que seria um anjo de luz expulso do céu, também conhecido como o “pai da mentira”.

Outra parte dessa mesma música diz: “Sei que às vezes uso palavras repetidas, mas quais são as palavras que nunca são ditas?”, o que parece ser um contraponto com Mateus 6:7 que diz: “E, orando, não useis de vãs repetições, como os gentios, que pensam que por muito falarem serão ouvidos.”

Interessante notar nessas duas últimas músicas que as referências são em tom de crítica aos textos aos quais se referem. A impressão que se tem é de um conflito interno de alguém que acredita em Deus mas se vê contrariado, na sua forma de ser, com certos dogmas que essa crença pressupõe. Por mais que se acredite que Renato Russo era ateu (como ele próprio diz na música Depois do Começo), reiteradas vezes ele confirma sua fé em Deus. Num trecho do livro de Simone Assad, Renato Russo de A a Z: As ideias do líder da Legião Urbana, encontramos a seguinte frase:

“Deus é tudo. É vida, é amor. Se em alguma época pensei não ter acreditado, estava mentindo. O que sei é o seguinte: me sinto bem quando ajudo alguém. Bem piegas, não é? Mas, felizmente ou infelizmente, é isso mesmo. Ver uma flor se abrindo, uma criança sorrindo. Se um décimo da população cristã fizesse o que tem que ser feito, o mundo seria melhor. Acredito na minha fé, é algo que não se explica. No momento em que deixamos de acreditar na humanidade, deixamos de acreditar em Deus.” (p. 75)

Positiva ou negativamente, não há como negar a influência cristã na obra e na vida de Renato Russo. Seja para confirmar ou confrontá-la, essa moral que nos é culturalmente incutida desde o nascimento tem papel determinante em nossas vidas, e Renato encontrou sua forma de questioná-la.

O que me parece, ao fazer essa análise, é que ele acreditava em Deus à sua maneira, que encontrou sua própria definição de Deus. Deus era o amor, a natureza e não as instituições religiosas que deturparam a ideia do Cristianismo. Num certo show, Renato Russo disse: “Fascistas são pessoas que não deixam vocês pensarem do jeito que vocês querem. Cuidado com esse povo que fala em nome de Deus e quer seu dinheiro! Jesus não cobra ingresso!”

Além das músicas citadas aqui, ainda há várias outras que seriam passíveis de serem analisadas nesse contexto. As 20 músicas elencadas que trazem citações diretas ou indiretas ao Cristianismo e religiosidade ora corroboram e ora atacam os dogmas cristãos.

Importante estudar as influências e o processo criativo de um compositor que deixou um legado permanente e marcou uma geração. Assim como tenho várias músicas da Legião como lembrança de meus primeiros acordes, creio que outros de minha geração têm suas letras como primeiro contato com a poesia e suas melodias como trilha sonora de sua adolescência.

Urbana Legio Omnia Vincit.

Licenciado em música, especializado em Artes na Educação e cursando o mestrado em Ensino na Educação Básica pela UFES, Fabrício é professor, guitarrista freelance e fundador da banda de blues/rock Bad Guys, que gravou seu primeiro CD autoral em 2014.

1 Comentário

  • Muito bom texto! salve Legião, Salve Renato! Salve a Música e a Poesia!!

    marcelowilliams1203

Deixe uma resposta